Monday, June 18, 2007

MEME... literatura


E, das mãos de Carminda Pinho de http://forum-cidadania.blogspot.com/, a quem agradeço a distinção, foi-me proposto um MEME sobre leituras e literatura, penso eu ter compreendido bem.
Faço um parêntesis: para quem não faz a mínima ideia do que é , recordo :

MEME ( Richard DAWKINS – zoólogo, etólogo, evolucionista, popular escritor de divulgação científica britânico) - ideias

- artes de ideias

- línguas

- sons

- desenhos

– capacidades

- valores estéticos e morais

- ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida em unidade autónoma.

(Memética – estudo dos modelos evolutivos da transferência de informação)


Podia muito bem , fazer aquele links muito bonitinhos que toda a gente sabe fazer menos eu, e não precisaria de sobrecarregar o post com tanto texto, mas ainda não cheguei a essa parte da matéria…



José Gomes Ferreira ( brevíssimo apontamento)
1900, Porto-1985

Escritor, poeta, ficcionista.
Social e politicamente empenhado, revolta-se contra as injustiças do mundo.
Escreveu poesia e crónicas.

Conheço “Aventuras de João Sem Medo” e “POESIA I, II, III”. Muitos dos poemas desta obra têm como tema a morte e, no meu entender, são arrepiantes. No entanto, entre outros, curtos e de uma beleza indescritível, este é um dos que me sensibiliza profundamente.


Café

Quem foi o arquitecto

que fez este café

tão longe da natureza

e tantos homens de pé?



Criado: põe esta gente na rua!

E abre um buraco no tecto

que eu quero ver a lua.


José Gomes Ferreira






E acrescento que devia indicar cinco blogues para seguir as regras e dirijo este desafio apenas a três, se estiverem para me seguir a corrente…

Assim e, se estiverem pelos ajustes, se tiverem tempo e paciência, fica o desafio a:

Nocturnocomgatos

Recalcitrante (meg)

Vareira
( Foto: escultura de Igor Mitoraj, exposta na Rambla de Catalunha)

13 comments:

mixtu said...

um meme,
amiga estava convicto que um meme era o som das ovelhas, yayaya
mas não... um meme é isso...
e agora que o meme das ovelhas foram substituidas, como elas vão "merrar", yayaya

palabras.... de encanto, as tuas...
as minhas meras palavras que são levadas por tempestade de areia e que aí chegam em forma de brisa, nada más...

palabras, como o meu amigo el navegante que insiste em escrever mirandês e depois coloca-me em apuros, yaya, nem leias as nossas conversas no blog... yaya

fui, desta vez, à saida do luso, à esquerda havia (ou há) uma tasca, vinho branco fresquinho, o maquinista só tinha que esperar...

Papoila said...

Querida Renda!
Claro que eu gosto de José Gomes Ferreira e o poema que escolheste para este "meme" é lindíssimo. Criado... palavra certa ao poeta comunista que quer ver a lua...
Beijos

Meg said...

Renda, porque ainda me dói a recusa que dei ontem, e mais as duas que tenho de dar hoje, eis que o tenho de fazer... a ti, também.
Não sabes o quanto me custa ter que quebrar esta corrente, mas já nem sequer disponho de tempo para me dedicar a fazê-lo com o rigor e empenho que me merecem todas elas.... 4 correntes em 24 horas!

E para "atamancar", prefiro não fazê-lo.
Espero que me entendas, porque gosto muito de ti.

Ser lembrada por ti, uma pessoa de "Letras", para um Même, é uma honra. E fico-te muito grata por isso... podes estar certa, Amiga!

Um abraço

J.G. said...

Muito bem, Renda, escolheste um poema forte mas de J.G.ferreira não admira.

um abraço.

soledade said...

Bela escolha, renda. Vou tentar dar seguimento ao teu meme, obrigada pela lembrança :)
Beijinho

Meg said...

Renda, também na poesia andamos pelos mesmos caminhos.
E o José Gomes Ferreira faz parte desse roteiro.
Lindo, o poema... Tu, também!
Um abraço

bell said...

(Não só ignoraram a TLEBS como erradicaram toda e qualquer gramática do exame. Pudessem os professores ignorá-la(s) da mesma forma.)

mixtu said...

vai un café na tasca do Luso?
pomos o pessoal na rua e abrimos um buraco no tecto :)


pd. os teus comments fazem-me sorrir... porque há uma série a falar da viagem... e depois aparece um teu : "tu ainda te lembras da água do luso,..."
yayaya

Eu, para não te rires ,inicio com algo do post... yayaya

abrazo beirão

rendadebilros said...

mixtu
impossível entrar no vosso blogue por excesso de comentários, creio.
Eu ia escrever " que tenho o riso fácil" e, se há humor subtil, então rio até chorar...
Um abraço.

bell said...

(No 12º nem vestígios da TLEBS, mas no de 9º admitem o uso da nova terminologia. Curioso... Pensava que estava suspensa no Básico e em vigor no Secundário, afinal era ao contrário!)

Carminda Pinho said...

Renda, José Gomes Ferreira GRANDE POETA, ponto.
Comunista e depois?
Belo o poema, de uma simplicidade que só os GRANDES sabem utilizar.
Bonita escolha a tua.
Obrigada e um beijinho

Papoila said...

Renda:
Está respondido o desafio!
Fui mal interpretada em relação ao comunista... para mim não é insulto, muito pelo contrário...
Beijos

Carminda Pinho said...

Papoila não foi mal interpretada pelo menos da minha parte, não consegui expressar o que queria dar a entender, pelo que peço desculpa.
Um poeta é sempre um poeta, pode ser bom ou mau poeta o resto ...
Bjs