Sunday, April 22, 2007

Jasmim


Da noite estrelada
lua em quase
quarto crescente
nasceu a manhã
fulgente
e neste verão
recente
dos ramos mirrados
explodem rebentos
de verde limão.


do chão

brota o alecrim

e o ar perfumado

pela flor do jasmim.


nas hastes direitas,

o rosmaninho...

e uma cegonha,

em voo rasante,

desceu do ninho!

7 comments:

soledade said...

Leio o texto, olho para a foto, sinto o cheiro... Que inveja, rendas.
Bom domingo!

CHEVALIER DE PAS said...

Leave your comment please!

Ana S. said...

Oi!
Obrigada pela visita ao meu blog. A Papoila foi uma querida em nomear o meu blog.
Gostei do teu poema. Foi como se pudesse sentir tudo isso aqui mesmo!
Beijos

bell said...

Hoje fui dar um passeio e no ar um cheiro maravilhoso a Primavera. Com o teu poema pude recordá-lo.

**

perola&granito said...

Votos de uma boa semana.

Catarina said...

Blog com cheiro a primavera e promessa de verão :):)

bjto!

jpg - o sineiro said...

Mais um bom poema à vida!

Já vai sendo hábito ler coisas boas por aqui.

Um abraço