Wednesday, April 18, 2007

Futebol

Em tardes de sol, ao domingo, perdia-se desde o Estádio Municipal de Coimbra, pelos quintais fora, o grito de " Briooooooooooooosa", entoado em "ós" cantantes e redondos com efeito de bola de futebol.
Descia-se da cozinha para o quintal, onde revejo a Mãe debruçada sobre o tanque. Pelo carreiro até à Rua dos Combatentes, aspirávamos o perfume doce das nêsperas que engordavam entre as folhas verdes e ásperas num apetite de colorido saboroso.
Aquele mar de gente, à saída do estádio, subia a rua em alegres disparates de vozes, se os jogadores de preto venciam aquelas batalhas amigáveis (?)... ou então deslocava-se em sussurro soturno que se esvaziava rua acima.
Nos quintais, enchia-se de perfume o tempo das nêsperas.

2 comments:

José António said...

Eu bem me contorci e engoli desajeitadamente -enquanto jantava -para o Briosa brilhar, mas o futebol... quando vi dois golos do sporting, pensei:
A esta hora os bilros da rendas já bateram contra a TV. Deixa lá "Rendinha", o beira-mar talvez tenha perdido o jogo, mas a TV foi-se. Nem tudo estará perdido.

jpg - o sineiro said...

Outros tempos!...

Um abraço.