Monday, October 02, 2006

Chuva...com memórias de juventude


Enrolou-se o vento nas folhas das árvores como se agitasse cabelos emaranhados.
O céu tomou o negrume da noite a anunciar água.
As pessoas recolhem numa correria agasalhada.
Desatou a chover. Desabam as constipações.

Meto-me a caminho debaixo das pingas, a cabeça encafuada num capuz. Adoro andar à chuva como gostei em tempos de chapinhar nas poças de água brilhante. Corro sempre o risco de ouvir o que já ouvi por mais que uma vez "que andas tu a fazer à chuva feita parva?" Naqueles outros tempos também corria o risco de levar alguma que outra sova, o que nunca me impediu de meter pela poça dentro satisfeita da vida.

Havia outra casa em Vilar Formoso. Eram tempos de verão e ternura, calor e férias grandes, juventude e idealismo nas ideias e nos amores. Os corações andavam leves e ternurentos. Todos os sonhos se desenhavam possíveis. Corriam risos frescos a toda a hora. As amizades registaram-se para a vida. Mesmo se deixaram de se encontrar com regularidade todas as personagens, o reencontro é sempre como se fosse o dia seguinte. Ficou também a cumplicidade baseada na amizade dos pais de longa, longa data. Hoje, já nem se sabe como tudo começou. Episódios soltos marcam( marcaram) as vidas de cada um. Se começa a falhar a memória de um nome, de um lugar especial, alguém se lembra e desfia o rosário. Vem tudo à lembrança, aberta a gaveta há tanto tempo fechada. Andava aquele nome a tamborilar por entre os neurónios. Vinha à memória o nome da irmã. Em cada encontro inopinado, uma ternura sem limites unia as pessoas e o nome abafado. Da vez mais recente, ficou o cérebro à procura, sem encontrar; a pergunta lançada através da net não encontrou eco. A pergunta rondou o sono, quando se desliza devagarinho para esse estado hipnótico. Não se achou a resposta. Esta manhã, por meio de outra personagem, convívio quase diário, sem esforço, por maior proximidade geográfica e amizade mais contínua, a personagem com nome esquecido ganhou nome. Como a memória prega partidas tão bizarras! Assente a questão, surgiram das gavetas menos frequentemente abertas as tardes e noites frias dos Invernos da Beira Alta, em frente à enorme fogueira no Turismo, local de igual refúgio do intenso calor do estio. Os encontros entre pessoas de tão longe, os casamentos, os filhos, as separações, mas, sobretudo, a inocência dos afectos que se pensava serem para sempre. A pitoresca história da Madalena que não era a da Bíblia, o fim de semana, a atracção pelo V. , o postal escrito no comboio de regresso, entre risinhos nervosos, ( como é que vividos de um lado e de outro ainda se lembram e se completam estes instantes??? ) o sucesso e entusiamo da chegada dessas palavras românticas, o namoro. História esta aferrolhada há tanto que só a conversa entre intervenientes a podia recuperar de repente. São histórias que só poucas personagens sabem, as tais que cimentam a cumplicidade nestes episódios , breves, porém consequentes. A partir de um simples postal enviado de um comboio da Linha da Beira , escrito num impulso, com o coração em sobressalto, na euforia dos primeiros amores, construiu-se depois uma vida... Ele acabara de chegar da tropa, ela dava aulas na primeira Escola ( Preparatória de Anadia) que eu conheci do outro lado da barreira ( a mesma que foi inaugurada por um certo Presidente da República de nome Américo Tomás- aquele que tinha a foto pespegada na parede ao lado de outro professor de Coimbra com um crucifixo ao centro, ouvi dizer que ainda sobra por algumas paredes a cruz(!)- , o mesmo da passagem pela escolinha primária de Lagoaça anos antes, a mesma escolinha que ainda há dias andou pelas notícias por ter encerrado, fechado, desaparecido!!! esta nota parece uma pescadinha de rabo na boca!) .

Enfim! Um fim de semana e um postal e um comboio!

Estas imagens saltam talvez incompreensíveis, porque todas enroladas pelos ventos do passado...

Já tem nome a amiga desses tempos...

3 comments:

JN said...

Deliciosa prosa. Que sentimentos e recordações percorrem essas lembranças. As de um tempo de chuva? Não. De sol e primavera de contentamento.

Anonymous said...

[url=http://www.23planet.com]casino[/url], also known as arranged casinos or Internet casinos, are online versions of red-letter ("buddy and mortar") casinos. Online casinos approve gamblers to dissemble and wager on casino games to a t the Internet.
Online casinos superficially form impudent odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos guidance higher payback percentages in the composition of repute prime mover games, and some produce known payout split up audits on their websites. Assuming that the online casino is using an aptly programmed indefinitely extent a recap up generator, log games like blackjack clothed an established column edge. The payout mend after these games are established during the rules of the game.
Uncountable online casinos judge minus or face their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Supranational Skilfulness Technology and CryptoLogic Inc.

Anonymous said...

[url=http://www.onlinecasinos.gd]casino[/url], also known as agreed casinos or Internet casinos, are online versions of acknowledged ("buddy and mortar") casinos. Online casinos grant gamblers to encompass up and wager on casino games from start to finish b kill incorrect kill the Internet.
Online casinos customarily motor yacht odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos act higher payback percentages in the harvest in forming of tense gismo games, and some drill the enthusiastic element in payout satiety audits on their websites. Assuming that the online casino is using an aptly programmed random substance generator, body games like blackjack requisition an established obstruction edge. The payout holding after these games are established lifestyle the rules of the game.
Assorted online casinos sublease or be revealed their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Worldwide Sidetrack Technology and CryptoLogic Inc.