Saturday, October 27, 2007

Pensando...


Será do tempo de Outono uma nostalgia que atravessa o sol e, como o friozinho fresco desta tarde, entra nas pessoas , entristece as palavras e deixa no ar as saudades? Nem se sabe de quê! E todas as filosofices são permitidas entre o olhar as paisagens fugazes em tempo mudado e o folhear alheado de um livro, um jornal, cada um rapidamente abandonado sobre uma mesa. Há instantes como pessoas. Cruzam-se connosco e envolvem-nos numa nuvem amarga, secam tudo à sua volta, em visão de terra queimada. Momentos há que seguem indiferentes sem deixar rasto. Outros, porém, são simples, instantâneos e fortes, e dessa simplicidade, brota uma energia, uma presença, uma luminosidade que marcam para sempre. De uma palavra, um gesto, um silêncio. De um nada. Que é luz. Ontem, aconteceu. ( Acontece e não damos conta). E agora voam pombas em bandos num baile mágico. Numa alegria desconcertante que as folhas amarelas e murchas não entendem e, por isso, caem desalmadas no pavimento. São estes equívocos que trazem, nestes dias, os corações desencontrados à procura de calma.

3 comments:

Carminda Pinho said...

Olá amiga Renda!!!
Gostei de te "ver" andar por "aí"...!
Gostei também de te ler por aqui. Sinto que esta melancolia outonal está a atravessar quase todos os bloguistas que gosto de ler. Fogo!!!
Que venha já o Inverno, ahahahah!!!
Beijinhos até à Guarda.

Sophiamar said...

Pois o Outono é uma estação em que a nostalgia vem ao de cima.Tudo anda interligado. A terra muda as suas cores, as pessoas mudam os semblantes e até a blogosfera fica mais cinzenta. Não deixemos que isso interfira muito connosco! Mas, às vezes, pregam-nos com cada partida.
Força! Vamos dar cor à vida!
Os nossos príncipes e princesas precisam da alegria das suas rainhas.
Beijinhos até à Guarda!!!!

Rui Caetano said...

A melancolia surge com o Outono e com outras estações do ano, tem a ver com o nosso espírito, as nossas vontades, tem a ver com as stuações da nossa vida. Mas até que o Outono tem as suas coisas boas.