Thursday, February 22, 2007

Dia três... diário em traços largos





Mensagem de dia de sol, via telemóvel, o que nos abria o apetite para ir até ao Parque da Cidadela, passear, passear, sem pensar muito, deixar correr os passos e os pensamentos e as conversas até à Barceloneta, juntinho ao mar com umas ondinhas estranhamente suficientes para uns tantos se dedicarem ao surf, Montjuic ao longe, mais ao lado, o Colombo com o braço esticado e as pernas a pedir repouso e o restaurante que procurávamos fechado e as voltas e voltinhas e o resto do dia sem grande história que nem a cabeça consegue processar tanta informação junta nem as pernas tantos passos que parece que não se dão mas caminham-se … ah passámos ainda junto às fachadas todas ( antigas , modernas e moderníssimas, construídas no tempo do Gaudí e depois ao longo das décadas e continuarão durante sabe-se lá quanto tempo) da Igreja da Sagrada Família, mas os guindastes, os ruídos e o pó tiram a beleza toda ao mo(nu)mento…

Conhecemos a celebérrima janela de um certo quarto, janela numa casa com varanda que dá para uns terraços, isto a quatro quadrículas ( aquela zona de Barcelona, em tempos , século XIX, foi planificada, segundo o Plano Cerda e construíram-se conjuntos de casas formando quadrículas uniformes sobre o terreno) da Praça Catalunha…

1 comment:

jpg said...

Foste então até ás praias. Viste a zona onde fizeram a aldeia olímpica de 1992? Imponentes instalações de cunho arquitectónico do mais moderno há 15 anos!