Wednesday, September 27, 2006

Oitenta segundos


















Isto dos prazos ( das obras e outros…) é engraçado: embirro ( sou uma embirrenta, está visto) com a indicação daqueles relógios postados numa espantosa estrutura nas rotundas a anunciar “ faltam tantas horas tantos minutos e tantos segundos para…” qualquer uma obra terminar . E ser inaugurada como manda o figurino. Se estiver presente um figurante vip, tanto melhor! Polis, O Pólis também tinha ( tem) desses relógios. Ainda ali está , perto de mim, um deles a anunciar , já lá vão meses e meses que até mete raiva, que faltam 80 (OITENTA ) segundos ( SEGUNDOS) para terminar as obras ( chamadas do Rio Diz) … Claro que o relógio estacionou nos oitenta segundos ( eu até já escrevi duas há dois ou três meses, via net, para o referido Programa, a perguntar se, com o decorrer do tempo e as pessoas ali a passar todos os dias, não vêem o ridículo da coisa e sugeri que retirassem o relógio; ninguém me respondeu, - mas também ninguém tirou o relógio, devem considerá-lo monumento nacional, digo, regional, aliás, as instituições públicas ou afins têm essa particularidade, nunca respondem a ninguém,
devem estar a poupar nas folhas de cartas ou envelopes, mas sempre podiam usar a net)… retomando: o relógio estancou nos oitenta segundos há meses, as obras lá vão avançando devagar. De vez em quando, como agora andam máquinas numa agitação, desta é que vai… uns equipamentos de parque infantil por lá estão igualmente há meses à espera que as obras acabem e que as crianças possam realmente utilizar o espaço. Além da agitação das máquinas, ergue-se uma outra estrutura que parece o arco do triunfo em miniatura, mas em feiinho.
Os dias vão correndo, correndo.
Os oitenta segundos são lentos lentos muito lentos a passar…
O relógio engasgou-se!


Mais: apareceu há dias um cartaz a acenar “ Em breve o Centro Comercial da Cidade blá blá blá o nome do “em breve centro comercial” e segue a data de abertura “primavera 2008”. Fantástico! Por si só “primavera” é uma data muito concreta que convida ao cumprimento dos prazos e 2008 , por acaso, é bem próximo desta época , Setembro de 2006 … Parece que vai ser tudo em grande…
Num qualquer dicionário, na entrada “em breve” ou “brevemente” poderá ler-se: daqui a pouco; dentro em pouco. Portanto “futuras instalações “ estaria mais correcto. Mas isso sou eu a que tenho uma mania terrível de reparar nestes pormenores.
E a Língua Portuguesa presta-se a muitas interpretações!

3 comments:

Blog Luis said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Blog Luis said...

Vi todo o teu blog,
e ta um show,
as fotos tao um spetaculo!

Tu deves viajar muito,
xpetaculo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

bjs e Abraços: llluis

visita tambem: http://artedafoto.blogspot.com

vareira said...

Estás a ficar uma melga...deixa lá os 80 segundos...concentra-te nos 90 minutos...de ap,fc,ea...
Isto é mesmo só para quem nos entende!!!Tenho adorado as fotos.Lindas,lindas,lindas.