Wednesday, October 08, 2008

Quando falta o chão...

Eras o esteio:
a morte sobreveio
dura
numa loucura
de outros
na estrada
molhada,
na ponte,
a alegria
estagnou.

Tomou
o teu lugar
o teu coração
a serenidade
do teu irmão.

Hoje faltou
o nosso chão!

6 comments:

Andreia do Flautim said...

Este poema é triste:(

gaivota said...

faltou a estrada, o chão
acidente, morte
sentimento triste, desgosto
beijinhos

bell said...

Lamento a tua perda.

Um abraço.

o escriba said...

rendadebilros

Um beijinho carinhoso para suavizar a sua tristeza.


Esperança

Papoila said...

Querida Renda:
Um poema que retrata a dor profunda da perda.
Grande Beijo!

vareira said...

A perda...dor maior do que pensamento algum, do que palavra dita e escrita...Um beijo