Tuesday, September 09, 2008

Vazio


Esta noite

sentei a minha alma

no cantinho do sofá

e para ali está

numa amorfa calma,
amarfanhou-se
toda a tarde em papéis
esvaziou-se de mim,
não tarda nada adormece,
arrefece
e eu adormeço
junto dela,
afasto-lhe os pesadelos
com as mãos, devagar,
aqueço
o seu alento,
lamento
este vazio...

9 comments:

Andreia do Flautim said...

Um abraço para ti!

Meg said...

"...adormeço junto dela, afasto~lhe os pesadelos com as mãos, devagar, aqueço o seu alento, lamento este vazio..." e este silêncio sem sentido, feito de sentimentos já esquecidos de tão longínquos na minha memória.
Um abraço?

Papoila said...

Grande abraço Rendinha.
No cantinho do sofá no anoitecer de Setembro o vazio é mais sentido mas afastas os pesadelos da alma.
Beijos

bell said...

Voltaste aos papéis, Renda? Ou terão sido os papéis a voltar?

mundo azul said...

"...sentei a minha alma num cantinho do sofá..." Que lindo!!!


Um prazer ter vindo até aqui...


Beijos de luz e um domingo feliz!

soledade said...

Outra vez os papéis, não é, Renda?
Desejo-te uma boia "rentrée". Que os papéis não imperem.
Beijo

soledade said...

queria dizer "uma boa rentrée" :-O

tulipa said...

Vazia...ando eu!!!

...a vida pode ser linda,
se pusermos o coração
em cada gesto de mudança...

Ai, como estou a precisar de mudar
mudar...para onde?
Bem longe de cá
Lá onde ninguém me conhece...

Este ano fico-me por cá,
férias cá dentro, ando numa de visitar lugares cá em Portugal.
Estou em casa desde o dia 1 de Maio, é o 5º mês que estou em casa, esta depressão tem dado cabo de mim, eu bem queria ir até Paris ou outra cidade europeia, mas...
sózinha...e doente, não é aconselhável.

Beijinhos.

Carminda Pinho said...

Renda,
alma vazia?
Já somos duas, amiga.
Já dei comigo a pensar que apesar deste tempo ainda de Verão, anda no ar qualquer coisa... outonalmente triste.

Já lá fui espreitar as fotos, mas de fugida. Tenho que lá voltar.:)

Beijos