Thursday, May 15, 2008

Mensagem brevíssima


Magiquei tantos dias à procura de uma prenda original, uma surpresa...

Agora, a prenda chegou. Recebeste-a e ficaste feliz.

Hoje não preciso de saber mais nada: e fiquei sem palavras!

12 comments:

Carminda Pinho said...

Renda,
não sei porquê, sinto que esta tua mensagem é um beijo especial para a tua princesa, não é?
Seja para quem fôr,os meus parabéns.:)

Beijinhos

Papoila said...

Querida Renda:
Duplo presente para a princesa. A prenda e as palavras!
Beijos

Andreia do Flautim said...

E bom quando se encontra a prenda certa!=)

Carminda Pinho said...

Vês como adivinhei? hahahah!!!
Mãe é mesmo assim...entende bem as mensagens das outras mães.
É uma questão de sensibilidade.
Reforço, os meus parabéns à princesa e à sua mãe (aquela menina do laço) que o futuro vos sorria e que brevemente matem essas saudades todas.
Beijinhos às duas.

o escriba said...

Amiga rendadebilros

passei só para desejar um bom fim de semana!

bjs
Esperança

zef said...

As ondas levaram a prenda. É bom escrever na areia: as mensagens são sempre renovadas!
Parabéns à Rendinha e à Renda também.

Carminda Pinho said...

Então amiga?
Não me digas que andas de vovo entalada em papéis!

A papoila, trouxe-a daí perto.:)))

Beijinhos

Carminda Pinho said...

é claro que queria dizer de novo.:)))

Entre linhas... said...

Um prrsente maravilhoso,palavras que enriquecem o coração, um presente em duplicado.
Bom fim de semana
Bjs Zita

paula montez said...

Renda

Em relação ao mail que te enviei, fazes um copy do documento para um Word e lá pões os teus dados. Depois envias um novo mail para mim com esse ficheiro anexado.

Que melhor prenda pode ter a tua princesa, se é dela de que se trata, do que ter uma pessoa querida como tu por perto?

Um abraço

Sophiamar said...

Pequenos grandes presentes que nos enchem de alegria. A nós e àqueles que amamos.
Beijinhos

quink644 said...

Depois de ver o teu comentário no meu blogue vim ver-te...
Reparei na belissíma foto da ilha do Pessegueiro e as minhas memórias voaram mais de 10 anos para trás...
Deixo-te como tributo algo escrito muito pouco mais a Norte. Não é meu porque o ofereci, mas penso que a quem o fiz, não se importaria de o ver divulgado...

Almograve

Andei pelos mesmos sítios
a procurar os teus passos perdidos,
procurando achar neles
o que procuro
e sei que não
posso encontrar...
Pareceu-me ouvir no vento a tua voz,
nas pedras cruas
ver uma expressão tua e no mar,
o brilho da cor do teu olhar,
encastrado na espuma
do teu sorriso.
O pensamento trouxe-te
e ficaste aqui...
comigo.

9 de Junho de 1996