Monday, December 10, 2007

O escultor

Sucedem-se as manhãs
junto à Sé
varrida pelo sol
frio
e o escultor
permanece
cada dia
nas escadas
junto ao café
a talhar
as pedras.

6 comments:

Carminda Pinho said...

Ó minha querida amiga!
Tanto papel para preencher, tanto teclar, resultou na tendinite.

Felizmente, que o escultor que junto da Sé talha a pedra não sofre de tal enfermidade. Sabe-se lá no entanto, se não a terá na alma.

Desejo-te as melhoras, olha que já falta pouco tempo para que precises das duas mãozinhas, para desembrulhar as prendas que o Pai Natal te vai deixar. Ou será que não te portaste bem e ele não vai aí? Lol

Beijinhos amiga!

Nuno R. said...

Lembra-me a cara Amiga que todos somos escultores, sentados à porta das nossas obras...
Um abraço de junto ao mar.

Andreia do Flautim said...

Há um escultor aqui perto.

O Profeta said...

Esculpimos a vida...na forma de sonhos...


Doce beijo

Carminda Pinho said...

Renda,

Já viste a "alegria" que deste aos miúdos? :)))

Espero que te sintas melhor, do bracinho e dos olhinhos.
Passar a ferro? olha para isso é que não havia necessidade. Lol
Detesto passar a ferro!
Ai! que Deus não me castigue! eheheh!

Beijinhos

tangerina said...

faz frio

o largo da Sé arrepia-se

esvaziou-se-me a História

o escultor nas escadas é jovem
o rei não tida idade para este frio