Thursday, September 27, 2007

Listas


Eu sei: estou atrasada. Ainda nem sequer fiz a lista das prendas de Natal, quando, por esta altura, em anos anteriores, até já tinha comprado algumas. A minha irmã do meio num destes dias, em conversa no messenger, proclamou em letrinhas coloridas com uns bonequinhos engraçados à mistura ( andamos mesmo actualizadíssimas!) que eu já podia fazer anos e festejar o Natal, quando quisesse, que as minhas prendas estavam compradas… Prefiro cumprir o calendário, mesmo assim. Mas enfim, este ano, o Verão passou muito depressa. Estava eu à espera dele em ondas tremendas de calor e ele passou sossegadinho ( a Meg vai protestar, mas eu não tenho culpa que ela viva mais perto do Equador – não o livro do Miguel , não, simplesmente a linha imaginária , essa , que separa o Norte do Sul e dizem que é por causa dessa linha que não vivemos as estações do ano ao mesmo tempo, andamos com as voltas trocadas) e, agora, dou conta que corre pelas noites um ventinho diferente, embrulha-se na folhagem aqui à porta e anda em segredos tardios pela escuridão fora…De repente, dou comigo, atolada em montanhas de papel, a bem dizer, nem é papel, é mais páginas de computador que depois, de qualquer maneira, se transforma em resmas de papel. Andam uns senhores muito vistosos, bem vestidos a gritar aos quatro ventos ( deve ser mesmo por causa da chegada do Outono; no Brasil, o Óscar Luiz lembrou que lá , do outro lado do Atlântico, em terras uma vez chamadas de Vera Cruz, começou a Primavera…) umas trapalhadas sobre novas tecnologias com umas palavras muito sofisticadas que só eles, bem perfiladinhos compreendem, cheios de cifrões ( já não existem cifrões, era do tempo dos escudos , agora é um símbolo com cara de euro…) a brilhar e que nenhum dos simples mortais vê a raiar por este país… e falam e falam de inovação e modernidade e muitas vezes palavras terminadas em -ão e -dade e eu fico perplexa , quando me vejo obrigada a preencher tantos documentos sobre uma só e única pessoa não sei quantas vezes , quer dizer , até sei : o nome de X e o nome dos pais e profissões e habilitações literárias , por exemplo, que já constam no boletim de matrícula informatizado ( mas que passa a papel em cada ano) e que se repete na ficha biográfica que os pais preenchem para o dossiê de turma, noutra ficha para retirar dados para o projecto tal e coisa, mais a folha da caderneta , se eu achar conveniente, e, como se não bastasse, retirar os dados da dita ficha e colocá-los numa grelha e reproduzir dados e grelhas quase até ao infinito, em várias versões…no computador e , depois, tudo em papel e ando de "pen" para cá e para lá…a fingir que estou ( sou) muito moderna…E, quando penso ( nessa altura, acho que já nem penso , fico automatizada ) que vou dar por concluída a tarefa, há sempre um malvado papelinho… à minha espera. Bendito Simplex! Dizia eu que me vejo anestesiada com tanta grelha… E, se , da rua me virem, através da porta-varanda, com os braços no ar, uma vez e outra, no meu canto do computador, como se fosse uma maestrina maluca, ao som de D. Shostakovich- Waltz nº2 from Jazz suite que ouço a partir de http://www.osbigodesdegato.blogspot.com/, ninguém estranhe.


Pois! E estou atrasada , já disse.Vou fazer a lista das prendas de Natal.

13 comments:

bell said...

Bolas, deixaste-me sem fôlego só de te ler!
A multiplicação dos papéis, a repetição inútil das tarefas, o fazer tudo outra vez em duplicado, às vezes em triplicado (olha o computador assinala erro, sugere-me treplicado!) Também ele deita papéis pelos olhos!

E os lençóis? Também fazem lençóis por aí? (Os dados recolhidos através das fichas biográficas são colocados em grelhas A3 - os lençóis!)

minds said...

Tambem demorei a ler....
mas valeu a pena... fizeste me rir...

Nao te eskeças da malta na lista de prendas... lol

bj grande e bom fim de semana

Carminda Pinho said...

Renda, mas com tanta papelada à tua volta, ainda tens tempo para pensar em Natal, e prendas e tudo?
Ai menina! Pára um cadito. Respira fundo. imagina que vives num paraíso.
Ouves o chilrear dos passarinhos? Vês as flores multicores espalhadas pelos campos?
Beijinhos e tenta ser feliz.

Papoila said...

Querida Renda!
Isso é o que se chama andar aos papéis com tanta "papelada" e foi tudo simplicado... dizem... eheheh... Depois do encanto da lua tombada sobre as árvores este "entupimento" de papel.
Beijos

Porca da Vila said...

Que raio de 'Simplex'! Grelhas, fichas, mapas, papéis, papelinhos, papelotes... Tudo isso deveriam ser simples 'layouts' de uma base de dados em condições, onde todos os dados eram introduzidos de uma só vez no acto da matrícula! E as impressoras depois faziam o resto! Isso sim, seria 'Simplex'! Assim devia era chamar-se 'Complex', ou 'Duplex', ou o raio que os parta!

Abaixo os papéis!

Que tenhas um bom fim-de-semana [sem papéis].

Xi da Porca

Carminda Pinho said...

Renda, é Sesimbra. É uma vila que eu adoro. Não me importava nada de lá ter uma casinha, mas paciência...
Bom fim de semana amiga.
Beijinhos

Carminda Pinho said...

Ó amiga, é só coincidências a nossa vida!
Varandas da Falésia foi o local das minhas férias durante alguns anos. Até que há 6 ou 7 passei a ir para o Algarve.
A vista continua linda, mas aquilo foi comprado há uns tempos por um "abdul" qualquer e ficou descaracterizado.
De vez em quando vou lá passar um fim de semana e fico no Hotel Sana ou neste caso no Hotel do Mar que já é antigo e fica perto da lota.
Beijinhos

irneh said...

Ó colega, permite-me uma correcção: nós não ficamos anestesiadas com tanta grelha. Ficamos é grelhadas! Agora na minha escola é mais o cartão electrónico para entrar, para sair,para comer, para fotocopiar... Depois, quando pensas que entras, saíste e vice-versa. Sumários electrónicos, mas só quando o pc quer. Viva o computador, mas, cá para mim, ainda confio mais nos "lençóis" e nas notas cantadas apenas no momento das reuniões!

Rui Caetano said...

Que vida de azáfama. que vida cheia de coisas atulhadas junto ao teu olhar quotidiano.Li e gostei.

Professorinha said...

Eu ainda não acredito que este ano me livrei da Direcção de Turma... E ao ler-te, nem quero saber de pontuação nenhuma para titular ou não - simplesmente já sei que não chego lá - quero é saber que ao menos algum tempo eu vou conseguir ter livre este ano...

Beijinhos e boa sorte!!

Meg said...

Renda, minha amiga,

Mas eu pensava que tu eras professora, que davas aulas... e afinal enganaste-me, porque pelo que contas, fizeram de ti "amanuense" (será assim que se escreve?)
Quem dá aulas?

Beijinhos

belisa said...

Olá :)

Li o teu post e ainda me ri...
sabes porquê?
porque eu adoro papéis...
arrumo um monte de papéis e em dois dias tenho outro igual ou pior...e repetidos...às vezes.
Gostei de te ler

Beijos estrelados

J.G. said...

Olá Renda!

Vejo-te modernaça e siplexificada na perfeição.
O papel é o nosso verdadeiro alimento espiritual. Se não tivessemos essesmaravilhosos exemplares com grelhas e caixinhas de diálogo, o que seria de nós nas escolas? O que iríamos fazer?
Dar aulas, não?!...
Sejamos, pois, modernos... e simplexificados.

Ah! E é evidente que uma musiquinha dos BIGODES DO GATO é a companhia ideal!
(Não sei porque adorei tanto a penúltima linha do teu texto!)

Abraço, Rendinha.

xpxegooa ...ah, mas como eu odeio esta verificação de palavras...argh!...