Saturday, March 31, 2007

Ementa




Arroz de lampreia
para quem aprecia a ideia
lulas e robalo
escalado
grelhado
tudo regado
a verde da região
e conversas de ocasião…

em fundo de postal
os moinhos e o mar
de profundo cinzento
e agreste o vento
a soprar…



6 comments:

greentea said...

arroz de lamopreia nãoobrigada...

tudo o resto me parece excelente para o almoço de amanhã!


por aqui tb está um frio de rachar, q ainda há pouco fui à rua com o cão...

bjs

zef said...

Arroz de lampreia? Simobrigado... Onde? Onde? Levo o vinho...que tanto pode ser green (perdão, verde), como maduro, mas será tinto certamente...Por causa doutros gostos, arranja-se um robalito, nascido, crescido e pescado na água do mar...
Onde?(até pode haver frio de rachar...)
Abraços

rendadebilros said...

Zef
Tentei, mas não consegui deixar-lhe o comentário seguinte que aqui fica para a próxima visita.
Aqui não é lugar para publicidade, mas o tal restaurante da lampreia ( da qual, por acaso, não sou eu a apreciadora, mas na reunião de família em questão, de sete pessoas, quatro adoram o petisco) é na Apúlia, "O Camelo", juntinho aos moinhos e ao mar, uma bela paisagem. Vinhos havia vários e sobremesas, não havia romã, mas havia umas rabanadas à avó Adelina que foram uma delícia para final de refeição... E peixe , sempre muito peixe para grelhar.
Como digo, não tenho nada a ver com o restaurante, a não ser que o descobri um dia, e que , de vez em quando, perdemo-nos por lá... e, se conseguimos juntar três gerações, fica tudo ainda mais saboroso...
Um grande abraço. E sempre os meus agradecimentos pela visita.

jpg said...

De lampreia, nem me fales!

Puahhhh!...

Kaotica said...

Querida amiga

Achas bem deixar assim as gentes lisboetas de água na boca falando-lhes de comidinhas a sério lá do Norte. Que maldade! O melhor que consegui no último fim de semana foi uma saltada ao Alentejo e, já no regresso (tudo apressado, vai num pé e vem no outro!), foi uma empadinha de coelho bravo (com chumbinho e tudo!) com um arrozinho árabe de chorar por mais, petisco que trouxemos pecaminosamente à laia de cash & Carry para degustar já em casa. Ai vida, vida!!! (mas também já vivi 10 anos na pasmaceira de uma ilha e cansei-me!
Abraços e uma excelente semana!

zef said...

Por quem sois, Rendadebilros, venho aqui sempre com o gosto todo...
Pelos lados de Entre-os-Rios havia também lampreia como manda a lei! Percebo (?) quem não aprecia. Mas que é coisa boa, é...Não preciso de julgá-lo por que já o experimentei (falo da lampreia - saltou-me à memória Camões...).
Aqui, que ninguém nos ouve, gosto muito de te ver na Romãzeira...