Friday, June 20, 2008

Verão


um pardal

no canto do muro

um pardal

no fio do telefone

um pardal

espaneja as asitas

para se manter no ar

baixinho

um pardal

esconde-se

num buraco escuro

da parede abandonada

onde tem o ninho


papoilas

espalhadas

no meio do feno

papoilas

agarradas

às pedras

inclinadas

papoilas

à beira do caminho

9 comments:

gaivota said...

as papoilas sõ tão lindas, é o preníncio do verão,
anda atrazado, nunca mais chega de vez...
continuo à espera que ele chegue e nos brinde com bom tempo
bem prfeciso de descansar e apanhar solinho neste areal que se estende a meus pés...
beijinhos

bell said...

É verdade, chegou o Verão. Ainda bem que as aulas já terminaram. Aulas e calor não combinam.

Bom fds!

bell said...

(Renda, nas minhas turmas não houve muitas surpresas. Só tive um aluno de 3 que tirou um A, os outros foram coerentes. Mas, na Matemática surgiram situações como as que descreves. Creio que tudo tem a ver com a diferença entre os nossos critérios de correcção e os do GAVE. Claro que nas notas finais, a percentagem de negativas é superior às das provas.)

zef said...

Bons dias, Renda.
Um bom sol a veja e os pássaros lhe levem sempre boas novas.
Um abraço

Belisa said...

Adoro papoilas...e gostei do que ecreveste.
Hoje coloquei a minha Tília, foto tirada nos princípios de Maio deste ano, lembrei-me logo de ti. Quando puderes vai vê-la.
Beijos estrelados

Kaotica said...

Ainda bem que vim aqui respirar uma lufada de Verão.

Adoro a simplicidade da tua poesia!

Um abraço caloroso!

Andreia do Flautim said...

Chegou o Verão!

Carminda Pinho said...

E não é que vi o pardalito com os teus olhos?

Beijos

Papoila said...

Querida Renda:
Os pardais saltitantes que chilreiam sem rima e papoilas! Sabes que adoro a liberdade dos pardais e o grito vermelho das papoilas!
Daqui vai ainda com perfume a manjerico um,
Beijo