Friday, April 14, 2017

Poesia





http://pastelariaestudios.blogspot.pt/2017/04/perdidamente-vol.html

1 comment:

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras said...

A mim, quase português,
A renda é uma tradição.
Nasci em uma armação
Baleeira que me fez

Gostar de renda e talvez
Ter por ela adoração.
Mas vejo esta geração
A esquecê-la de vez

Como a se faz, e é pena
Deixar, pois, sumir de cena
A antiga mulher rendeira

De almofada pequena
No colo e uma centena
De bilrinhos de madeira.

Grande abraço. Laerte.