Friday, January 25, 2008

Simplesmente...



É bonito pegar num livro e ler

pegar num lápis e escrever...

é bonita a escola.



mas mais fantástico ainda

é correr portão fora

ao toque da campainha

pegar numa bola

seguir os amigos

desatar aos gritos

pelo descampado

em dia de sol crescente,


mostrar uns truques

fazer umas fintas,

dar um abraço,

ensaiar novo passe,

cheio de classe,

é assim bonito

aprender a ser!





6 comments:

vareira said...

Será sempre bonito pegar num lápis e escrever...ainda o faço,em papelitos das compras ou do multibanco...e ler leva-me ao fim do mundo.Mas ouvir ler a minha Leonor é o extase de viver...
Agora fantástico, fantástico é ouvir a campainha da ecola tocar...para ir embora de tal lugar...
O meu olho verde sairia a correr atrás da bola,sorridente e feliz...e eu só quero vir para casa...O João não gostaria de ouvir a campainha, pois leva-o para longe da apaixonada...e eu a querer vir embora ao som de tal campainha!
Para ler e escrever...
Bjinho para ti

Kaotica said...

Essa é a minha grande pena: hoje, em nome da segurança, estamos a privar os nossos filhos dessa aprendizagem tão salutar que se faz na rua. Chamaste "simplesmente..." e lembraste-me um tempo em que tudo parecia ser assim simples (seria? ou era falta de informação? e nesse tempo já existiria a pedofilia, os crimes da casa pia, só que ninguém sabia?)Eu talvez tivesse chamado "Liberdade"... Hoje, em nome da segurança temos cameras ocultas nas escolas a controlar os alunos; vigiamos as suas conversas na internet; protegêmo-los o mais possível da rua... todos os dias ouvimos notícias de raptos insolúveis. Que mundo é o nosso? Que mundo será o deles? Que confiança poderão ter em nós quando descobrirem que os próprios pais os controlam e vigiam às escondidas? BIG BROTHER IS WATCHING YOU!
O poema, como sempre magnífico: simples e no entanto tão complexo!
Bom fim de semana!

Carminda Pinho said...

Ai Renda! que saudades da alegria que sentia quando tocava a campainha para sair da aula, não é que não gostasse dos professores, eram tão "bonzinhos" alguns eheh...mas aquele toque era como que um aviso de...liberdade, porque, lá vinha a brincadeira, as conversas...ai ai...do que me foste lembrar.:)

Beijinhos

Andreia do Flautim said...

Pois é!

Bom fim de semana!

TINTA PERMANENTE said...

Tão simplesmente... assim mesmo! É só um leve cerrar de olhos...

abraço!

Bloga Comigo said...

Hoje, António Gedeão, Rómulo, fundador de Roma, Vasco da Gama, o Navegador, a física, a química e sempre o amor.

Bjos