Friday, September 16, 2011

Insónia

o sono anda vadio
foge de si próprio

vê a madrugada
subtil e espantada
e revolve os lençóis

procura o sossego
o melhor soneto
e dói a pele, a carne

escolhe entre escolhos
algas aos molhos
na espuma dos mares

sobem suores frios
na noite, arrepios
de febres e insónias

o sono anda vadio
foge de si próprio.



2 comments:

zef said...

Bom retrato das noites más...
Boa noite.
Um abraço

telmiii-ta' said...

Ola... Obrigada pela sua resposta.

E mesmo um sonho meu publicar um livro de receitas. No blog tenha receitas a explicar e outras nao mas ao pensar em publicar o livro farei com fotos a explicar o melhor possivel.

Voce tem muito jeito para a escrita. Adorei seu blog. Parabens. Beijos