Thursday, November 19, 2009

Muro


Sigo o meu caminho habitual,
encontro o sentido proibido
prantado no meio da rua.

Ignoro o sinal?
escolho outra estrada
sem escolhos à vista?

Encolho os ombros
de cinismo puro?

Volto atrás
a ganhar alento?

Salto o muro.
Ponto.

Perguntam: qual muro?
Um muro. Invisível.
Mas estava lá.

E os pássaros?
Sei lá!
Voaram.

5 comments:

gaivota said...

esses muros saltam-se sempre!
os outros em que esbarramos...
fica bem
bom fim de semana
beijinhos

zef said...

Imagem interessante das proibições arbitrárias.
(Examinei bem e vi pássaros, dois pardais, na rede...)
Boa noite, Renda.
Um abraço

mixtu said...

na estrada há sinais
uns conhecidos, outros estranhos

visiveis
invisiveis...

caminhos serranos

abrazo serrano y europeo

Carminda Pinho said...

Ainda bem que saltaste o muro...:)

Beijos

Kaotica said...

http://antinatoportugal.wordpress.com/2009/11/29/blogues-como-tornar-se-um-blogue-apoiante-da-pagan/