Wednesday, April 16, 2008

Desencontros















..............................................
................................................

Um galo desatinado

sem desafio

canta a horas extemporâneas

e os pardalitos pequenos


riem aos saltinhos

dos amores desperfeitos

pela paixão da chuva!



16 comments:

zef said...

Viva Renda
Palavrapalavrinha: os desatinos do galo...fiquem perdidos na capoeira!
Mas a chuva que anda por aqui está mesmo bem para qualquer paixão, seja a dos pardalitos... ou não...

gaivota said...

amores perfeitos ou desperfeitos, com chuva, muita chuva (hoje)...
as fotos estão lindas
beijinhos

Carminda Pinho said...

Quem desatina com a chuva sou eu.Ahahah!!!
A paixão da chuva desperfeita os amores, enquanto os pardalitos riem? Olha que piada que os pardalitos têm!!! Eheheh!!!

Quando eu fôr eu aviso, tá linda?

Beijos

Andreia do Flautim said...

Olha florzinhas!
E a chuva que agora parece que quer ficar!

Sophiamar said...

A chuva está a chegar por aqui. Acompanhada de vento forte. Os galos não se ouvem mas as florzitas pintam os canteiros do meu jardim.

Beijinhossss

daniel said...

Olá rendadebilros

A cena poética é maviosa, apela maditataçãoda simplicidade.
Mas achei curioso o nome de rendadebilros, sabes que há um sugestão nos Correios, dependente de autorização superior, para que para ano as rendas de bilros de Peniche sejam imortalizadas em selos de correio?

Saudações
Daniel

mixtu said...

olha o galo do avô francisco
yayay

encontro dele e da mesa

abrazo serrano

andorinha said...

Amores que a chuva enriquece na perfeição dos dias.

Sophiamar said...

Hoje, a chuva deixou os amores ainda mais perfeitos e os campos mais verdinhos.
Aí a neve caiu na serra.

Beijinhos

Ana said...

O sol vai voltar. E os amores serão mais perfeitos.

Vai ver com os meus olhos os encontros em Barcelona. Espero que matem algumas das muitas saudades.
Um beijo para ti.

comecardenovo said...

gosto de amores perfeitos, os meus estãoo desfolhados, os meus gatos adoram comê-los, que fazer? só naõ gosto do nome: nada na vida é perfeito, já dizia Lemisnki "Não procures a perfeição, não há nada lá"
boa semana

Papoila said...

Querida Renda!
Chuva e chuva e mais chuva! Os meus amores perfeitos e as violetas meladas e os pardalitos assustados!
Beijos

zef said...

Uma pergunta, Renda: aquelas flores azuis são violetas? E o chão não é áspero para flor delicada?
(Afinal, são duas perguntas!)
Boa semana e trabalho tranquilo
Um abraço

bell said...

Que expressão deliciosa: amores desperfeitos! Que a chuva não estrague os perfeitos que ainda resistem!

Boa semana!

Carminda Pinho said...

Então menina Renda?
Andamos desencontradas? hummm!

Beijos

Sophiamar said...

E o novo poema, amiga Renda?
Espero novos amores-perfeitos, pardalitos a chilrear, tílias floridas....

Beijinhossss