Tuesday, August 28, 2007

Saudades


Naquela noite, os relâmpagos entravam por aquele funil que descia até à porta alta e antiga do quarto e os trovões ecoavam entre as paredes do pátio interior. O sono escapulia-se entre as horas vagabundas, ali a duas quadrículas da Rambla Catalunha, a três do Passeig de Gràcia ( um luxo!) à espera do despertador, que o avião não esperava. Pela manhãzinha, descemos a Rambla quase deserta lavada a preceito pelas chuvadas nocturnas. Parecia uma manhã sem nada de especial e, afinal, lá ficava a Princesa na Praça de Catalunha a dizer adeus com o seu sorriso sonolento e sereno, prontinha para ir trabalhar…enquanto eu partia, sem perceber bem porquê.

4 comments:

Porca da Vila said...

É uma vergonha, mas não conheço Barcelona.

Tenho que pensar em ir lá. Um dia destes...

Um Xi da Porca

Carminda Pinho said...

Renda,
sem perceberes porquê?
Acho que no fundo, bem lá no fundo...saberás.
A tua princesa está bem com toda a certeza e Barcelona é linda!
Amiga, eu sei que dói o coração, mas o mundo pula e avança...não vês? :)))
Bjinhos

Milla Loureiro said...

Adoro sorrisos...lugar belo!

Café novo
http://cafecomcreme.blogspot.com

Aceita?

Osc@r Luiz said...

"Naquela noite, os relâmpagos entravam por aquele funil..."
"A noite acordou assustada com as trovoadas..."
Nossa!
Deve estar chovendo às pampas por aí...
Beijo!